15.3.07


O móvel que mais se trocava na casa de meus pais era sofá. Na minha, não, eles vão se acumulando. Acabo de receber um novo, herdado, como a maioria dos demais. Atualmente, tenho seis sofás em casa, acho que para compensar os anos de dureza em que convivi com um espécime da Imperatriz das Sedas.
A casa é grande o suficiente para abrigar tantos sofás e não há nenhum exagero, não. Em meus primeiros 12 anos de vida dormi num sofazinho Gelli, daqueles que a gente puxava umas madeirinhas, à noite e botava almofadões para virar uma caminha. Coisas de minha mãe, que custou a me montar um quarto comme il faut, com cama, mesinha de cabeceira etc. Ela detestava que a gente se aboletasse em sua cama. Vivia repetindo que cama era para dormir, não para receber visitas.
Talvez venha daí minha mania de colecionar sofás, instalando-os, inclusive, nos quartos. Outro dia, peguei um que ia para o lixo. Era de um vizinho, ideal para a varanda. Está lá. No quarto de Júlia, um sofazinho pequeno, herdado de Eduardo; na sala de entrada, um Tok & Stok que comprei; na sala principal, um sofá que foi de minha avó, meu tio, minha mãe, além de outro Tok & Stok; agora, no quarto dos meninos, o novo sofá, herdado de Cíntia. Sem contar, naturalmente, com o sofá de alvenaria da outra varanda, que serve de cama quando a casa está cheia de hóspedes.
Para tristeza do meu show room, o do quarto de Júlia será passado, este fim de semana, para outra amiga, que está sem móveis na casa nova.
Será que alguém tem algum sofazinho sobrando por aí pra me arrumar?

6 comentários:

Jôka P. disse...

Olga, você é assim... meio Blanche Dubois, é ?
Sempre depende da bondade de estranhos ?
A minha querida irmã Môka tem essa mania inaceitável de aceitar coisas (inclua móveis) que as pessoas estão dispensando.
Eu tenho horror de coisa usada, nem leio livro emprestado, não entro em sêbo, brechó não passo na porta !
Só abro excessões pras antiguidades art-deco, essas sim, eu quero.
Mas velharia ensebada, coisa fora de moda, troço rejeitado, manchado, desbotado, babado, vomitado, fedendo, tô fora.
Gosto de tudo hich-tech, design, tinindo de novo.
Se for visitar você na sua casa, não sento de jeito nenhum nesses sofá vetustos, viu !
Sento até no chão, como um bicho-grilo.
Mas nesses sofás de tia morta, nem morto.

Olga disse...

Jôka, quando vc vier aqui em casa, encomendo rapidamente um projeto do Phillip Starck e mando as quinquilharias velhas pra rua! Mas tenho que enricar um pouquinho antes, tá?

Sonia disse...

Hummm... aqui está é faltando - só tem cada caco velho que só vendo.

Olga disse...

Puxa, Sonia, e eu crente que vc tivesse se compadecido de mim e oferecido outro exemplar para minha coleção...
beijo,saudades!

Jôka P. disse...

Já chegou o sofá de Phillip Starck ou vou ter que sentar na sua bi-cama de Formiplak ?

Olga disse...

Ai!!!! Ainda não tenho uma bicama Formiplack!!!! Mas preciso de uma e um jogo de quarto Bartira padrão mogno, que tal?