10.5.05

Quem lê tanta notícia?





O Marcelo é meu amigo há quase 30 anos e sempre fez minha cabeça. Quando nos conhecemos, pensei que ele, louríssimo, fosse surfista. Nada, é descendente de filandeses e já estudava cravo. Cantávamos juntos no Coral da Cultura Inglesa, sua prima foi minha madrinha de casamento, fomos ficando mais que amigos e temos um grupo que mantém a amizade por esses quase trintanos.
Outro dia - 21 de abril, feriado de Tiradentes, um daqueles dias que começou à tarde e acabou quase às duas da manhã, lá em casa, com um monte de marmanjos vendo e cantando A Noviça Rebelde - ele me disse que tem muita gente escrevendo blog, mas poucos lendo.
Pode ser verdade. Marcelo mesmo, apesar do imenso afeto que nos une, não lê o que escrevo, até por falta de tempo. Quando ele morou na Alemanha, no anos 80, mantínhamos uma correspondência intensa de cartas e cartões postais mensais. Ano passado, ele foi para Paris, onde ficou por seis meses. Trocamos apenas três e-mails. Numa época em que temos as melhores condições de conversarmos virtualmente todos os dias, nos recolhemos. Ou então, vamos viver, sem gastar tempo refletindo sobre a vida.
A Rosa Montero conta na Louca da Casa que a diversos escritores/jornalistas foi perguntado o que prefeririam, se tivessem que escolher como única opção até o fim da vida, ler ou escrever. A maioria disse que preferiria ler. Eu, certamente, escolheria ler. Em minha atual fase de questionamento sobre a manutenção de dois espaços para escrita, o que Marcelo disse, calou fundo. Enquanto isso, entro no site dele e o ouço, tocando, como sempre, divinamente.

2 comentários:

Wagner disse...

Olha eu aqui! Você falou tanto que resolvi dar uma conferida...
Mas você já sabe o que penso sobre este seu texto, não?

Beijo.

Olga disse...

Querido, que bom que vc veio conhecer o back up do Multiply...
Mas estou começando a gostar mais deste cantinho que de lá, sabia?
aqui é mais meu.
Lá é meio sala de visitas...