14.6.05

Sir Paul

Noite adentro, cansada, zapeio a TV. Surpresa adorável - um show de Paul McCartney, velhão, no Madison Square Garden. Platéia de superstars (Jack Nicholson se esbaldando, Michael Douglas e John Cusack) encantados com o coroa de cabelos pintados, animadíssimo, tocando muitos Beatles, alguns Wings e vários rockões.
E eu que passei mal a segundos do início do show dele no Maracanã, em 1990, quando estava a dez metros do palco. Tive que ir lá pra trás, ver de telão, mas sofri um ataque de pânico. Uma amiga, depois, disse que meu mal foi não conseguir encarar um ídolo de frente... Será? A verdade é que eu caí de amores por ele com uns 5 anos de idade, mas como o considerava muito idoso sempre o tive como um não-objeto de desejo, e sim de admiração.
Comprei todos os seus discos (sem favoritos, talvez "Band on the Run", talvez "Run, Devil, Run", "Unplugged"), acompanhei o crescimento daquela filharada que ele carregava e expunha com a maior tranqüilidade, sem cobrir o rosto das crianças como o Michael Jackson, vi os clips dele com Michael Jackson (ainda negro), e um filme pavoroso ("Give My Regards to Broad Street"), ao qual arrastei meus pais para verem, fiquei com pena quando a Linda morreu.
Eu ainda adoro o velho Macca. Acabo de ler que o assanhado está em tounée pelos Estados Unidos. Que fôlego, né? Podia dar um pulinho aqui outra vez.
Mesmo plastificado e com aquela mulher maleta que ele arrumou.

5 comentários:

Marina disse...

Cadê você, minha autora predileta?

Eduardo Graca disse...

Dos Beatles, meu favorito sempre foi o George, depois o John, depois o Ringo, e por ultimo Paul. Vc viu que ele agora virou escritor de livro infantil, igual a Madonna?

Huuum...

Olga disse...

Edu, meu amor, a gente sempre gosta de homens diferentes... Pra mim, sempre foi Paul no céu, depois George, Ringo e John. Sempre achei o John um chato de galocha e só gosto de duas músicas dele: "The Ballad of John and Yoko" e "And so this is Xmas".

Olga disse...

Aos patrulheiros de plantão, reafirmo: meu amor por Paul era respeitoso, platônico - ou paultônico -, assim como o de Edu pelos demais Beatles...
Mas não adianta mesmo, Edu, mesmo gostando das mesmas coisas, sempre estamos gostando de filmes diferentes, músicas diferentes, artistas diferentes,livros diferentes... E um do outro, o tempo todo, né? beijo, saudade, amei você ter vindo aqui!!!!! Tô com febre, ciao!

Ju disse...

Eu amo os Beatles e Band on the run é uma das minhas favoritas de Sr. Paul!!! A observação dos cabelos pintados foi muito boa! Tbm vi esse show na tevê e gostaria de ver um ao vivo tbm!
E... como assim eu abandonei o Arenas? Ele é umas das minhas paginas favoritas!!! ;0)
Mutas beijocas