12.8.05

Já morando


Converso com minha amiga Jordana, depois de uns bons seis meses sem nos falarmos, ao telefone. Entre as novidades, ela me conta que continua com Carlos e que estão "Já morando", uma nova flexão de casamento e namoro.
Sim, porque hoje em dia é muito difícil classificar a passagem de ficante para namorado e deste para marido. Existe ainda a categoria rolo, que deve corresponder à antiga amizade colorida. Eu criei o termo "namorado residente", que é quando o casal praticamente mora junto, mas, embora todas as roupas dividam os mesmos armários, existe ainda outra casa que abriga discos e livros. A outra residência não tem nem água na geladeira, mas é um refúgio para momentos de tensão. O momento em que os discos e livros coabitam no mesmo espaço, pra mim, é casamento.
Minha poética amiga Rosane, que só tem um grande defeito - nutre um superstioso temor a samambaias e jibóias -, AMOU a nova expressão apresentada a nós por Jordana.
E Rosane pediu que eu fizesse um post sobre ela.
Tá aqui, com os votos de que todos os solitários da terra possam, um dia, já morar juntos, sem necessidade de se enquadrar em qualquer estado civil.

3 comentários:

Sonia disse...

Jamorando! Rindo aqui, Olga, e tratando de atualizar meu vocabulário. Agora vou saber como definir o estado civil dos amigos/as.

Anônimo disse...

Amiga querida,
Fiquei tão emocionada com o post. Tô total me sentindo Anna Júlia nos Pop tempos de Los Hermanos. Obrigada pelo carinho. Agora vale lutarmos pelo direito de ter mais uma opção para marcar x. ( )casado ( )solteiro ( )viúvo ( )Já Morando, que é o mais maluco e o mais fofo de todos.
E não esqueça: quarta tem pinga!

Olga disse...

Quarta tem michelada, sim senhora!!!
Ai, meus pecados...