17.9.05



Vou limpar todas as gavetas, deletar e-mails e arquivos do computador,
raspar o fundo dos tachos, arrancar os quadros das paredes.
O que tenho não caberá numa só caixa.
fica dentro de mim.
Darei bonecos, enfeites, desenhos, retratos.
Levarei todas as lembranças
Guardarei os olhares,
os sabores,
as risadas
para me fortalecer na passagem.


Isto foi escrito quando a mudança era apenas um desejo intenso.
Quando ela se concretizou, tornou-se apavorante, mas, em questão de horas tudo transformou-se em enlevo, inebriante como uma nova paixão.
Paixão daquelas que leva a separações penosas, mas, felizmente, circunstanciais e temporárias.
Família marca a gente na pele.

9 comentários:

ipaco disse...

Como assim? vc está saindo?

Olga disse...

Sim. Vou lhe mandar um e-mail.

Marina disse...

Nova paixão é uma délícia, Olguinha, mas se você sumir eu te matooooo!!!

ps: tinha uma foto mais bonitinha não?

Olga disse...

IH, Marinara, só tinha fotos em que você estava linda demais. Não botei pra você não ficar convencida...
E achei esta foto tão feliz!

gabriela disse...

ai, olguita, que saudade...
amanhã sou eu a limpar gavetas, jogar papel fora, começar vida nova, reunir amigos e levar lembranças. Não se esqueça do almoço inesquecível de amanhã.

Anônimo disse...

Ah, se chorar de saudade, lembre-se: não é snif, snif; agora é stif, stif...

gabriela disse...

esse anônimo acima sou eu revelando minha total falta de intimidade com blogs e afins.

Cesar Tartaglia disse...

Parabens, moça. Soube que você anda soltando fogos. E deve estar gostando mesmo do novo endereço, porque nem tem mais tempo pra me visitar no meu cafofo virtual...

Olga disse...

Cesinha,
desculpe... Estou é atordoada com tanta coisa a aprender no novo posto. Mas juro que vou visitá-lo mais e mais, embora no fim-de-semana tenha lido o blog, tá?
beijo!