9.2.06

Trecho para um conto que um dia eu vos conto

Quando estava na idade para descobrir o mundo, tinha pais repressores, desconfiados, certos como um maometano xiita que no âmago daquela mulherzinha pulsava uma devassa, ou, como se dizia então, uma ninfomaníaca.

Quando chegou ao tempo de não ligar para repressões, todos os repressores estavam mortos e não havia mais graça em descobrir nada.

2 comentários:

Sonia disse...

Aí surgiu um outro tipo de repressor, o politicamente correto

Olga disse...

É verdade, Sonia.