26.1.07

Se ela voltou, onde ficou nos últimos 13 anos, nesse tempo inteiro em que não criei novos seres, mas gestei tanta gente, tanta coisa, tantos projetos que se cimentam dia após dia?
Ela me abandonou sem qualquer explicação, foi bom enquanto durou, seu retorno prova que a dor é perene, que chega como uma conhecida, freqüentadora da casa, da vida, sem tirar os sapatos na entrada como japoneses ou caipiras - hábito tão humilde, tão delicado, tão aristocrático, tão anárquico, respeitar a morada do outro, não trazer para ela a poeira de fora, a paranóia da competitividade.
Surgiu em um dedo, espraiou-se através da mão, caminha pelo punho, chega ao antebraço. Não, não vai me paralisar, hoje não posso me dar ao luxo de submeter-me a caprichos, a domínios.
Os pés estouram em bolhas minúsculas, blisters é tão bonitinho, mesmo lembrando supositório, bolha é redondo, imenso, tsunâmico. São pontos vermelhos que explodem, incomodam o corpo extenuado, que segue caminhos turvos apontados por olhos míopes, congestionados com a mesma poeira que os capiaus tentaram, em vão, deixar lá fora.
Se a ponta dos dedos arde, como prosseguir com as palavras?

5 comentários:

maria rezende disse...

olga querida, lindo texto, sutil, apesar de bolhas/blisters não terem sutileza nenhuma... melhoras e beijos da maria

Sonia disse...

Olga, tomara que essa visitantes incômodas calcem logo os sapatos e vão embora. Se são do mesmo tipo que me arrebentam nos pés e nas mãos, sei bem o que você está passando. Li em outro blog seu aquele artigo sobre literatura confessional, que saiu do Valo Econômico. Quis deixar um comentário mas o sistema não permitiu. E este blog aqui não permite deixar o endereço URL que não seja do blogger.

Olga disse...

Nossa, Sonia, você já falou isso diversas vezes. Acho que o Blogger decidiu vetar as URLs de todos os blogs que não sejam do mesmo sistema - o que é ridículo.
Sim, tudo isso foi causado por uma prosaica tendinite.
beijo

Olga disse...

Maricota, você é que é muito linda...
beijo, saudades.

Jôka P. disse...

Tem link aí do lado que já era, Olga.
C´est fini.
Over.