9.4.07

Táxi blues

O pouco que pude dizer a seu José Gomes foi aonde queria que me deixasse. Imediatamente, ele falou mal
1) dos taxistas que fazem fila à porta das casas de saúde;
2) dos taxistas que fazem fila nos shoppings;
3) dos taxistas que preferem ir para a fila dos pontos de táxi em vez de irem para casa à noite ver a família.
A casa onde vive com a mulher e o filho de seis anos é muito confortável, 247 metros quadrados, cinco quartos, duas suítes, uma apenas para relaxamento, no segundo andar. Tem piscina, canil. Quer vender a casa, na Estrada do Mendanha, em Campo Grande.
"Quer comprar? Ficou muito grande para mim, só eu, a mulher e o filho". Aproveito uma brecha de respiração dele e pergunto se tem outros filhos. Tem, do primeiro casamento. O mais velho não é seu filho biológico e só veio a saber disso aos 26 anos, quando a mãe contou, durante o processo de divórcio. Há três meses, o pai biológico procurou o filho. É paraplégico. "Muita cara de pau aparecer lá depois de tantos anos, quase quarenta anos, na festa de aniversário de minha neta. Entrei na festa às 7, saí às 7 e meia, a mãe dele estava lá e eu não falo com aquela vigarista. Depois que eu me separei, soube que era corno, sabe, muito corno. Ela me botou tanto chifre que se fossem esculpir um chifre com o tamanho dos casos dela dava para ir e voltar do Nordeste no mesmo corno, entende? Eu dei tudo pra ela, um apartamento na Tijuca e ainda tive que pagar 600 reais de pensão durante tantos anos. Consegui tirar a pensão com o adevogado, senão estaria pagando 1.135 reais agora. Ela tirou o marido da vizinha, eu consegui tirar a pensão dela. E reconstruí a vida com minha mulher, tive outro filho, pago tudo pra ele, colégio, caratê, futebol, inglês, olha aqui o plano de saúde".
Mostra o recibo, chegamos a meu destino. Confidencia que é aposentado, o táxi é um bico. E a última revelação: "Depois desse menino, fiz vasectomia".

2 comentários:

Jôka P. disse...

Engraçado como quase toda mulher casada é traída pelo marido e não fica nessa neura, se conforma.
Muitas são corneadas a vida inteira, acham normal, se calam pra não perder o marido.
Homem não admite, acredita que a mulher é fiel. Acredita a vida toda, só descobre se a mulher conta.
Aí fica descompensado.
Cai na real.
Deprime.
Coitado.

Olga disse...

O homem era totalmente descompensado. Imagina sair contando a vida toda pelaí.