31.8.07

Mid Season - ou a tristeza de quem não gosta de novela

Tudo bem que eu nem tenho mais tempo de ver televisão.
Tudo bem que acabei indo assistir ao "Ultimato Bourne" porque estava há cinco dias em casa, só trabalhando.
Tudo bem que ando tão pilhada que até filme do Jet Li trocando sopapos com o Jason Sthatam pra mim é relaxante.
Mas o que eu faço agora que acabaram as temporadas de House e de Desperate Housewives?
Eu não acompanho novela...
Outro dia, minha amiga Ana C. contou que comentou com um casal de americanos o quanto gostava de House. Como Anita é militante anti-burguesa de carteirinha (é mesmo, ela é do PSOL), daquelas que quase briga na manicure quando ouve a direita festiva se manifestar, com ela estabeleço meu padrão de besteirol aceitável para aturar as vicissitudes humanas. Bem, a Ana falou do House e os yankees quase vomitaram, porque chique nos EUA é o intelectual que não tem televisão. Ah, meus tempos... Meus pais eram vanguardistas e não sabiam. Só foram ter televisão quando eu estava com uns 28 anos, e dei um aparelho velho para eles. Passei a infância vendo TV nos vizinhos, um saco.
Mas TV é pra ver bobagem mesmo. E House, dos seriados médicos, hoje, é o melhor. Cansei de Plantão Médico, da sordidez de Nip Tuck, embora os protagonistas sejam lindinhos. Viva o feioso Hugh Laurie, com um dos mais calhordas personagens que a TV já inventou.

4 comentários:

Marilia disse...

Concordo com o que você disse sobre House.Também não vejo novela. O negócio é assistir outras séries como Dexter, Rescue me, Traveller e Messiah.

Jôka P. disse...

Nunca vi House, mas gostava da estética hiper-gay de Nip/Tuck.

Sonia disse...

Eu gosto mesmo é dos seriados policiais. Experimente CSI, Law and order, Special Victims Unit, Cold Case e que tais. Fora dos policiais só vejo mesmo Grey´s Anatomy, mas decaiu bastante na segunda temporada.

Olga disse...

Eu gostava muito de Nip/Tuk, mas o índice de calhordice começou a me incomodar. Primeiro, não dava pra assistir aquilo ao lado de meus filhos. Depois, começou a me incomodar tanto desvario, ficou excessivo.
Engraçado que eu adoro ler policiais, mas não gosto de seriados policiais.