6.4.08

Pick and choose

Escolha o Charlton Heston que você preferir...
Jovem, querendo ser galãzinho? (eu vi um dos primeiros filmes dele, quando o cabelo era totalmente lourinho e ondulado, com Jane Wyman fazendo uma ricaça dona de lojas e ele um brutamontes que ganha dinheiro com petróleo e não quer que a mulher trabalhe fora... Algo inacreditavelmente ridículo de ruim...)
Moisés descamisado? (Charlton Heston era praticamente o Hugh Jackman de sua época: se houvesse chance, lá estava ele de torso nu!)
Descobrindo qual era o Planeta dos Macacos, com essa tanga absolutamente ridícula e o peito mais cabeludo?
Como Ben-Hur, pouco vestido e de saiote?
Ou o velho irascível, de direita festiva, que morreu de Alzeihmer, defendendo o uso de armas por todos os americanos?
Eu escolho o democrata de 40 anos atrás, que foi a Washington ao lado de artistas como Marlon Brando, Harry Belafonte e o escritor James Baldwin, na marcha pelos direitos civis que mobilizou os negros norte-americanos.
Depois, Charlton Heston trocou de lado. Já tinha aberto o Mar Vermelho, dirigido o circo no Maior Espetáculo da Terra, sido rival de Gregory Peck num demi-western vagabundo que só, dirigido por William Wyler, encarnado um policial mexicano (com o physic du role muito apropriado) sob as ordens de Orson Welles, enfrentado o papa Rex Harrison na pele de Michelangelo... Tudo isso pra acabar pagando mico em documentário de Michael Moore! Que papelão, hein?
Mas foi superstar por muito tempo. No tempo em que "tempo" durava mais que um volátil post na internet.

6 comentários:

Eduardo Graca disse...

Vc bem que poderia ter dado a opção de 'velho maluco reacionário' do documentário do Michael Moore, não?

Milena disse...

Olga, que delicia de ultimos posts!O que fala de literatura é tão lucido! Acerta tanto na mosca! Que bom vir aqui...

Um abraço!

Jôka P. disse...

Não acho a tanga dele ridícula.

Diz disse...

Vc tem um blog mto bom, gostei.
Temos afinidades. Seu post sobre o C Heston ficou jóia.
bj Laura

Comentário Solitário disse...

O negócio é ficar com Ben-Hur, que não tem erro.

Olga disse...

Ai, eu não vi Ben-Hur. Mas teve El Cid.
El Cid, eu vi. É muito legal.