2.7.08

Momento Caras

Alexandre, esta é pra você!

Terror no tapete vermelho. Nem uma moça bonita como a Didi Wagner fica elegante vestindo isso.

Vi só o finzinho da entrega do Prêmio Multishow. Um monte de cantores desafinando músicas de Lulu Santos. Mas foi legal. Eles estavam felizes e simpáticos, as canções eram doces, o saxofonista do Lulu é lindo.
Hoje, para compensar ter perdido a grande festa da MPB, li matérias e soube que Ivete Sangalo e o NX0 eram os vencedores, com diversos prêmios, e que a noite teve momentos de constrangimento e de saia justa. O primeiro constrangimento, segundo matéria no Globo On, foi causado pelas respostas do ator Bruno Garcia à repórter que lhe perguntou o que fora fazer no Municipal. Resposta: "Assistir à entrega do Prêmio Multishow, ora". O segundo momento foi quando a repórter lhe perguntou o que ele vestia. "Calça, paletó, camisa..." Tá certo que o rapaz quis fazer hora com a cara da menina, mas, numa boa, existe coisa mais ridícula do que se indignar porque alguém se recusa a revelar qual é a griffe de seu traje?
Ainda na linha ET!, a matéria prossegue falando sobre a saia justa que não aconteceu quando Cláudia Leite e Ivete, por pouco, não se esbarraram na entrada do Teatro. Sim, porque Cláudia posava para os fotógrafos e Ivete queria subir a escadaria. Parece que entrou por uma porta lateral, não pela principal. O relato é tão sem-graça quanto o que estou fazendo agora. Tem alguma situação tensa nisso aí?
Informações importantes: Ivetona (quem a chama assim é a matéria) está solteira, a nova denominação para pessoas sem namorado. Outra solteira, Vera Fisher, vai lançar a segunda parte de suas memórias.

Ela já foi a mulher mais linda do Brasil. Agora, escreve.

5 comentários:

Milena disse...

Olga, a cada vez que eu venho aqui tem tanta novidade! Adoro! Fico imaginando uma jornalista lendo um texto ruim... deve dar coceira! rs.

E eu, nesta cidade árida que não tem nem um cinema decente, tenho aprendido a viver bem do meu jeito: lendo muito, aproveitando as delícias de dar aula e de voltar a morar sozinha, que é algo que sempre gostei muito. Obrigada pela força.

Um beijo.

Halem Souza disse...

Gente do céu! Eu que perdi tudo isso! Não sei como vou ficar agora!

Falando sério, Olga: essas coberturas "jornalisticas" que você mencionou são de matar, não é mesmo?

Um abraço.

Jôka P. disse...

O Marcos, marido da Môka, ganha toneladas de livros e me da alguns, quando acha "a minha cara". Lógico que me presenteou com essa pérola literária: "Vera, a pequena Moisi".
Eu sou fã de cultura trash e li o troço. Na verdade, trocinho, o que já é até um elogio. O livro da Narcisa era melhor.

Olga disse...

Agora, me diga, Jôka: o que raios podemos extrair da vida da pequena Moisi? Miss lindona que virou atriz antes de se portar como maluca? Eu, hein...

FreakShowBusiness disse...

Adorei, Olga! Especialmente o vestido da Didi. É uma fantasia de rosa murcha?

O Prêmio Multishow poderia perfeitamente não existir...