20.7.08

Todo mundo quer ser Cary Grant







Inspirada pelo Miguel , aproveito para recordar o charme hollywoodiano do britânico Cary Grant, que encarnou com brio o gaiato elegantérrimo em comédias sofisticadas ou puramente abiloladas, além de ser um dos darlings de Hitchcock. Gay e profundamente atraente, foi obrigado a se separar do companheiro Randolph Scott, paixão da vida inteira, e casou-se com cinco mulheres. Parece que se deu bem com todas, teve uma filha, e foi querido pelas platéias, dando pinta ou não.
Envelheceu belamente, como mostra a foto com Jack Nicholson - que não chegou à terceira idade com tanto vigor. Teve a elegância de jamais falar sobre sua vida particular. Cunhou a frase "Todos querem ser Cary Grant. Inclusive eu".

4 comentários:

Miguel Andrade disse...

Heheheh agora até me assustei! Pq eu ia usar exatamente este título no meu post! 0_O

Jôka P. disse...

Eu queria ser Rock Hudson.

adelaide amorim disse...

Um homem assim, bonito e simpático (e pelo jeito inteligente) não aparece todos os dias. Gay ou não... Beijo, Olga.

tertulías disse...

Ah, o charme de Cary... Insuperável! Agora, uma verz eu li um livro chamado "Todo mundo quer ser Leila Diniz" - será que foi uma cópia do que Cary disse????????