25.2.09

A noite do Oscar

A noite foi dele! Vamos combinar que este foi o mais animadinho show do Oscar dos últimos tempos. A performance de Hugh Jackman como mestre de cerimônias, criando um ambiente realmente íntimo para os espectadores, mostra que ele não apenas é um bom showman, mas que nasceu para apresentador de TV!!!
Os modelitos estiveram mais contidos e solenes do que habitualmente, Kate Winslet fez aquele ar de "não acredito" hipócrita que a Sarah Jessica Parker imortalizou nas entregas de Emmy e que eu acho deveria merecer o confisco do prêmio, Sean Penn estava feliz e simpático, Robert De Niro fez graça, Brangelina permaneceram sorrindo magnânimos para os súditos, Beyoncé cantou bem, Meryl Streep vestiu-se bem, não houve zebras e a apresentação dos candidatos a ator com cinco laureados no palco foi bastante interessante. Ah, e Queen Latifah interpretou lindamente I'll be Seeing You, canção clássica, de 1938, totalmente fora dos padrões rapeiros que a consagraram.
Fora o doce momento mezzo saia justa, quando Jennifer Anniston se exibiu no palco, em frente ao casal Brangelina, correu tudo bem, ágil e divertido.
E nem deu muito tempo para perceber as mancadas em trajes, alegorias e adereços. No quesito cabeleira enlouquecida, terno amarfanhado e calçados brancos de gênero impossível de se descobrir, ninguém barrou o respeitadíssimo fotógrafo Anthony Dot Mantle, que ganhou o Oscar de fotografia. Não há registro copiável do modelito dele no Oscar, mas ele estava barrando até o sempre estranho Mickey Rourke.
Então, vamos lá!

Os esquisitões



Até o Phillip Seymour Hoffman sabia que perderia (injustamente) o Oscar pro Coringão, mas precisava ir à cerimônia de touca na cabeça?
Adrian Brody, que sempre compensou o narigão com uma elegância carygrantiana, quis mostrar-se desglamourizado como um palestino cabeludão. Deve ser composição de personagem.
Até que ficou bonita a fatiota de dona Tilda. Mas na TV, ela parecia muito desengonçada. A cor da blusa era quase a de sua pele.

Os desastres
Tudo o que uma menina veste fica bonitinho? Nem sempre. A simpatiquinha Milley Cyrus, a Hanna Montana, parecia um desastre coberto por asas de borboleta. E o cinto...
A linda Marion Cotilard também caprichou no cinto sobre o vestido dos sonhos de uma noiva de Tim Burton.
Lá embaixo tem uma foto da Beyonce mais lindona, tá? Porque o modelito bruxa do mar em jardim japonês é duro...
Christopher Walken, absolutamente deprimido por apresentar Oscar de ator coadjuvante - seu eterno papel em Hollywood - nem ligou pra gravata tortinha.

Whoopie saltou em L.A. direto do desfile do Bafo da Onça. Vai ser anticonvencional assim no carnaval carioca!

Encontro de divas. A espetacular Sophia Loren, que desafiou o tempo por muitos anos, apelou pro Botox, que Meryl usou com prudência. Mas nada superou o clássico de babadinhos dourados, absolutamente retrô e pavoroso!!!
Sarah Jessica Parker mostrou seios turbinadíssimos, o cinturão estranho, ao lado de Mathew
Chubby Broderick, que tinha ballaiage dourada nos cabelos (?).

Goldie Hawn, sempre exuberantemente feliz ao lado de Kurt Russell, surgiu diáfana, com um penteado jovial demais para suas netas.


Os acertos
O colar mais fotografado da noite foi o de Amy Adams. Diferente e ousado.
As Kate e Penelope Cruz (mais uma que ganha Oscar sob direção de Woody Allen), belíssimas, com Sean Penn arrumadinho.

Os belíssimos quietinhos Brad e Angelina - com esmeraldas fantásticas, sem quebrar a sobriedade.

O show de abertura de Hugh Jackman, que levantou a platéia.
Os 'meninos' do Oscar.
Jackman e Anne Hathaway num pas-de-deux que jamais envolveria Frost e Nixon, a quem ambos representavam.
A Rainha. Acima do peso, modelo extravagante, mas muita, muita majestade.
La Streep, novamente, porque ela é maravilhosa mesmo.
Beyoncé, coxão de passista de escola de samba, no número musical com Hugh Jackman, dirigidos por Baz Lurman.

3 comentários:

Jôka P. disse...

Olga, acho TODAS indas e chiques em seus estilos que vão do alinhadão básico ao superkitch ! ADORO esses looks Drag-Queen milionária, principalmente o da inacreditávelmente desarvorada e sem noção Beyoncé, de Golden Black Barbie !
Seus textos, como sempre são bacanérrimos, bem transados, dignos da Vogue !

Ah, adorei seu grito Carnavalesco aqui mais acima ! OBA !

Olga disse...

Golden Black Barbie é TUUUUUdo, Jôka!!!
beijo, skindô, skindô!

Jôka P. disse...

Muá !