1.4.09


Eu juro que luto contra o aquecimento global, que tenho plástico do Greenpeace no carro, que reciclo latas, vidros, panos, papel, morro de culpa se não escrevo nos dois lados dos blocos de anotações, controlo a água, não como atum por causa dos golfinhos - eles são apanhados pelas redes dos pesqueiros japoneses e morrem asfixiados -, não uso casaco de peles, não jogo lixo na rua. Não fico apagando luz em protesto porque é meio ridículo - e deveria ser regra das grandes empresas, que acham que estão em Las Vegas.
Adoro os protestos do Greenpeace, porém... por que na ponte Rio-Niterói e não na Ponte de Londres, ora essa? Não é lá que os chefes de estado se reuniram? No mínimo deveriam ter escrito em português, né?
Uma sugestão de passeio para a Miss Universo: visitar a turma do Greenpeace na delegacia de Niterói, onde estão detidos.

3 comentários:

tertulías disse...

Oi linda! Saudades! Voce está bem???????

milena disse...

Olga, Olga, nós entendemos! Em nenhum momento te imaginamos uma depredadora das riquezas naturais deste imenso mundão! Apoiamos apenas o ridículo da situação.

Um abraço.

FERNANDO VIERI disse...

Olga, concordo plenamente com seu comentário! Os "filhinhos de papai" -Assim chamados pelo Boechat ontem na Band News Fluminense FM- mandaram muito mal com esse protesto. Eu sou a favor de protestos, sim, quando algo está errado temos que nos mobilizar e protestar, desde que não prejudique a população, que não tem culpa. Aposto que os integrantes do GreenPeace não tem carteira assinada e tãopouco precisam bater ponto na empresa, como os trabalhadores e Niterói e São Gonçalo, que foram extremamente prejudicados.
Ai ai ai... Vamos protestar direito gente!

Beijos Olga