21.8.09

Escarlate




Qual é o mais emblemático vestido de Scarlett O'Hara?

O robe vermelho, pré aquela cena clichezaça do romantismo entre tapas e beijos, quando Rett Butler a carrega pela escadaria - com excelentes resultados, de acordo com o alegre semblante da mocinha na morning after, antes de descambar para novo dramalhão?



O vestido de veludo vinho, com plumas, luvas também escarlates e um imeeenso xale transparente, em filó ou seja lá o que for, com a moça pronta para o confronto, jogada à acareação com a boazinha Melanie, que todos acreditam estar sendo traída pela melhor amiga e o marido?





O branco de organza, com bolerinho azul e um chapéu di-vi-no, acompanhados por sombrinha azul, com o qual ela é flagrada abraçando Ashley Wilkes, o bonzinho que não sai de cima do muro?



O de luto que combina bem com um chapeuzinho verde?



O vaporoso florido, de dias felizes e jovens, antes da guerra ser anunciada?




Ou o de veludo verde, confeccionado com as cortinas da casa, especialmente para visitar Rett Butler na cadeia?



Eu fico com o vestido das cortinas, embora meu favorito seja o vermelho pecaminoso. Verde e vermelho são as cores de Scarlett, a mulher fútil, que tira a família da lama, da maneira que der. E que amanhã seja um novo dia!!!!

7 comentários:

Jôka P. disse...

Concordo, Olga ! Com certeza o vestido feito com as velhas cortinas de veludo verde pra impressionar Rett é o mais importante e inesquecível !
Tenho o DVD de Gone with the Wind, que custou só 12 Reais nas Lojas Americanas, e um livro lindo, bacanérrimo de Paper Dolls com todos os principais vestidos usados por Vivien Leigh em seus filmes: tem até Cleópatra.
ADOREI milhões esse post !!! Parece que foi feito pra mim.
;)

Olga disse...

Jôka, baixou uma cabocla fashionista, faxineira e blogueira mesmo!!!
Estou fora de forma e de recursos para umas roupitchas novas. Então, restam-me sonhos de glamour...
Adoro as roupas da Dona Scarlett, embora esteja mais pra Mammie do que pra Vivien Leigh. E o vestido do outro post é maravilhoso. Queria muuuuuiiiiiito pra mim.
Achei q vc e Ricardo iam gostar destes posts.
beijo

tertulías disse...

Nossa que postagem mais "Ricardo", he he... nao, falando sério... sinto pena nao ter tido eu aa idéia... AMEI!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Caco disse...

O verde-cortina diz, eu estou me ferrando mas vou dar a volta por cima nem que seja à força.
Acho então este o mais emblemático.

Mas acho que Olivia de Havilland rouba todas as cenas em que aparece.

Beijodaí.

Olga disse...

Caco, podiam enquadrar o elenco todo por formação de quadrilha, de tantos larápios de cena. A Mammie é impressionante, o pai, o Ashley boa gente e fraco, a prostituta, o médico, a tia velha que desmaia a cada dissabor, as irmãs solteironas, os maridos da Scarlett que morrem... É um raro exemplo de filme que deu mais que certo, apesar de uma grandiloquência fora de contexto, atualmente. O papel mais difícil, realmente, é o de Olivia de Havilland, a feia e boa. Mas Vivien Leigh segurou a onda com louvor.

paçoca disse...

Olga, adorei a postagem! Também fico com o vestido das cortinas. Concordo com o caco dar a voltaq por cima!!! Gostei também do seu comentários dos larápios. Bjs Paçoca

Lord Rommel Werneck disse...

Adorei a postagem. Vou visitar o blog e seguir. Eu prefiro o criativo vestido de cortina embora o preto seja divino tb