15.8.09

Há 40 anos



Para celebrar os 40 anos de Woodstock, deixei a vida de lado e devorei Aconteceu em Woodstock (Record), de Elliot Tiber e Tom Monte. Tiber, um artista plástico e roteirista, na época administrava o hotel decadente da família em Bethel, intermediou a locação de uma fazenda vizinha para sediar o anunciado festival de artes e música. Um mês antes, os produtores encaravam um prejuízo de 2 milhões de dólares com a cassação da licença para a realização do evento em uma cidade próxima. Esperavam atrair 50 mil pessoas. Tiber conversou com o fazendeiro Max Yuger, que alugou sua propriedade, e contribuiu para fazer história.

O Festival foi um sonho musical que trouxe o brilho de Carlos Santana, The Who, Janis Joplin, Hendrix, Alvin Lee e o Ten Years After, Cosby, Stills, Nash and Young, Credence, Traffic, Joan Baez, Sha-na-na, a inesquecível interpretação de Joe Cocker para With a Little Help from my Friends, entre muitos outros.



A região foi invadida por quase 500 mil pessoas. Tomaram banho nos lagos, chafurdaram na lama, consumiram toneladas de drogas, dançaram, cantaram, fizeram sexo e celebraram a Era de Aquarius, engarrafando qualquer caminho e abrindo muitos outros.







Alguns jovens levaram os filhinhos, mostrando-se totalmente tranquilos quanto à segurança da prole. Gostaria de ouvir as recordações dessas crianças de Woodstock.



Uma das imagens mais famosas de Woodstock foi a escolhida para cartaz do documentário e capa do disco, com um casal abraçado, enrolado numa manta, não se sabe se esperando um show ou acordando.




Faltou comida, choveu um bocado, morreram três pessoas, houve muitos atendimentos por overdose, nasceram três bebês.






Se houvesse uma viagem no tempo, bem que eu queria ter um desses ingressos (que no fim, foram dispensados, pois correu muito mais gente do que se imaginava, e a entrada acabou liberada).

Um comentário:

Monica Araujo disse...

Taí Olga, uma coisa que eu gostaria muito de ter presenciado.

Quase retorno a Botafogo por estes dias.

Mas infelizmente não foi desta vez.
Logo que voltar a morar lá , intimarei você e o Joka para comemorarmos com algumas (muitas) cervejas geladas!!!!

bjs