21.8.05

A Poesia da Maria

Numa tarde agradabilíssima, que bom foi ouvir a linda Maria Rezende dizer suas poesias com uma candura e um calor (e uma memória impressionante) cativantes.
Segue uma amostra.

No meio dos meus peitos mora o filho que eu vou ter.
O buraco que tem lá foi feito por ele em mim muito antes de chegar.
Desse buraco eu nasci.
Quando ele aparecer pra mulher que eu me tornei
é nesse buraco antigo,
bem no meio dos meus peitos,
que ele vai se encaixar.
Esse filho que vai vir faz meus dentes mais macios e ilumina o meu olhar.
Lá no fundo do buraco,
ocupando aquele espaço,
estão minhas dádivas mais raras:
as doçuras que eu cultivo,
minhas melhores palavras,
esperança armazenada esperando ele chegar.
O dia em que ele vier ocupar minha barriga
é nesse sonho vivido que ele vai se aconchegar,
até que meus peitos inchados jorrem no seu corpo novo
todo o leite abençoado que vai nos alimentar.
Desse instante eu vou viver.

Para saber mais da poesia da Maria, é só entrar em Maria da Poesia que está na lista de Blogs Amados aqui da página.

2 comentários:

Laisinha Naufel disse...

Olá.
Eu também sou amante da poesia e principalmente das poesias da Maria.
Essa moça linda e talentosa que conheci (por acaso..rs)há algum tempo.
Eu criei uma comunidade para ela no Orkut:
"Eu amo a poesia da Maria"
Adoraria q vc participasse e convidasse amigos q gostem de poesia para participarem também.
O link é esse:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=3809543
bjs!!

Lívia disse...

Muito lindo o poema, Olguinha. Vou guardá-lo para publicar no meu blog. Bjs!