31.10.05

Fim de festa

De um golpe o chão sumiu, mas vai surgir outra vez.
Ousei, perdi.
Mais uma chicotada do destino.
Ainda bem que aprendi a fazer curativos e encontrar ungüentos que ardem, mas curam.

Um comentário:

Sonia disse...

Fim do quê, Olga? Acho que não existe essa de chicotada do destino, há tempos e contratempos, só isso.