2.2.06

Minha prévia do Oscar



Alguém tem dúvidas de que o filme do Ang Lee sobre os cowboys gays vai papar tudo quanto é estatueta de Oscar? Só se a Academia for totalmente homofóbica eles perdem. Se bem que é óbvio que o bonitinho Heath Ledger não ganhará do Philip Seymour Hoffman (adoro este gorducho louríssimo, que consegue encarnar qualquer coisa que bem entende com igual intensidade - um Michael Caine da atualidade, com mais preparo dramático e a mesma sensibilidade artística), nem sua senhora, Michelle Williams há de subir ao palco e tirar a estatueta de alguma das demais coadjuvantes. Lógico que o belo casalzinho só entrou na parada porque a Academia adora indicar todo mundo do mesmo filme de uma vez só. Deve ser preguiça de assistirem a mais filmes.
Pena é prever que mais uma vez a maravilhosa Judy Dench perderá sua vez para aquela chatérrima Felicity sei-lá-do-quê. O melhor que aquela loura feiosa tem é o marido, William H. Macy. Tem também quem aposte alto na Reese Whiterspoon. Tá, ela é simpática, jovem, mas é chatinha, né? Até gosto dela, mas é bem chatinha mesmo...
Nos coadjuvantes, mon couer balance entre William Hurt e Paul Giamatti, claro, mas quem vai ganhar é o charmosérrimo e simpaticíssimo George Clooney. Os americanos amam a TV e têm que premiar atores que vêm dela. Tá aí aquela maleta da Helen Hunt, que faturou um Oscar num filmeco "Melhor Impossível" e nunca fez NADA que prestasse em cinema. Espero que o George Clooney se dê melhor. Aliás, ele parece ter sedimentado muito bem sua carreira, ao cair nas graças do Soderbergh. Dirigiu um filme excelente ("Confissões de uma mente perigosa") e foi elogiadíssimo pelo "Good Night and Good Luck".
Nem adianta a gente dizer que Oscar é brega, que as premiações são injustas, que os votantes são burros. É brega, mas todo mundo vê, nem que seja pra ouvir o Rubens Ewald falar mal do cabelo da Julia Roberts (ele detesta a cabeleira da Julia Roberts). Eu adoro tudo. Aqueles atores fingindo naturalidade, todos os galãs de óculos para se desglamourizarem no off screen, embora estejam cobertos de pancake e pó-de-arroz pra não brilharem e destoarem dos paetês das roupas das moças. Teve uma vez em que o Harrison Ford estava um caco na platéia, ao lado daquela desenxavida da Ally McBeal. No que assomou ao palco, o rosto estava corado, não tinha rugas... Acho que deve haver um médico com injeções de botox de rápido efeito nos bastidores, acompanhado por outros caras que têm fita durex para amenizar as rugas da moçada.
Meus palpites: Phillip Seymour Hoffman e a maleta Felicity ganham os principais prêmios. Os coadjuvantes até podem surpreender, mas devem repetir as escolhas do Globo de Ouro, assim como os vencedores de filmes, roteiro, essas coisas.
Agora, quem são meus favoritos? Dame Judy, David Strathaim (acho um charme e um grande ator, daquela estirpe do Phillip, interpreta com total segurança bandidos sanguinários e homens de bem), Paul Giamatti (pelo conjunto da obra), Rachel Weiss (ela era PÉSSIMA, vide a primeira "Múmia", e só fez se aprimorar), "Goodnight" - ainda não vi o filme, mas pressinto que é o melhor, afinal, é sobre jornalismo e perseguição política - para roteiro e melhor filme. Diretor? Só avalio se assitir a todos os concorrentes.
(Bem, agora que decidi o que a Academia deve escolher, vou acompanhar as crianças que assistem a mais um desenho de japoneses da era feudal em outra dimensão, que lutam o tempo inteiro, observados pela heroína adolescente que se veste com roupinhas à marinheira. Good night and good luck!)

3 comentários:

Eduardo Graca disse...

Amiga,

você já viu Brokeback Mountain? Olha, muito, mas muito melhor do que o filme, são as atuações de Heath Lesger - fenomenal como o típico caipira bronco do meio-oeste americano - e de Michelle Williams, sensacional como a esposa que sabe da traição e aposta na infelicidade, casada e divorciada. P.S.H. está muito bom como 'Capote', ms neste caso o filme o prejudica.
Depois comento mais.
Bjs siderúrgicos.

Olga disse...

Não, querido, prognostiquei sem ter visto absolutamente nada, só no feeling. Mas acho que os dois não vão ganhar Oscar porque são jovens demais e porque o que a Academia gosta é de ator encarnando personagens reais. Mesmo que as indicações sejam boas.
Beijos praianos e chuvosos

Marilia Mota disse...

Olga, até ri lendo seus comentários sobre os filmes e atores. Eu teria escrito exatamente o mesmo.