24.9.06

New look


Agora todos os costureiros, digo, estilistas são contra modelos anoréxicas, com perfil de borboleta ou envergadura de radiografia. O Armani afirma que sempre quis mulheres gostosonas vestindo as roupas dele. Em "Pret a porter", do Altman, havia uma cena chocante das modelos desfilando nuas. Na época (anos 80/90, creio), era estarrecedor constatar que aquelas moças lindas, com rostos de anjos, tinham curvas de prisioneiras em campo de concentração. A única a mostrar um corpo de mulher era uma grávida. Assisti ao filme recentemente e... não achei as mulheres tão magras assim! Na cabeça de todos o tipo anoréxico hoje é normal.
Igual a peito com silicone. Vi uma foto antiga de uma modelo-manequim-atriz-socialite desfilando no carnaval. E achei esquisitos os seios da moça, que, vinte anos atrás era admirada não apenas pelo despudor, mas pelas belas formas. Atualmente quarentona, ela já deu uma turbinada.
Reduziram o peso das moças, puseram todas pra comer alface e tomar anfetaminas. Cortaram o estômago dos gordos, tem gente fazendo bebê de proveta pra escolher o embrião perfeito. E as magrelinhas, coitadas, saíram da moda, porque alguns governos estão preocupados com adolescentes desnutridas. Vamos engordar as meninas, aumentar os números das roupas e esperar as próximas determinações dos ditadores da beleza? Com um pouco de dança, claro!

2 comentários:

Kristal disse...

Olga, não existem magras "demais".
Só gordas demais.

Olga disse...

É mesmo, Kristal.
E vamos às alfaces!!!!