23.4.08

Valei-nos, São Jorge!



E as terras tremeram no 22 de abril, 508 anos depois da chegada dos portugueses.
O jeito é rogarmos para São Jorge, padroeiro de tantos cantos, em cujo dia nasceu e morreu o grande tradutor da alma humana, o bardo William Shakespeare.
Então, que estejamos livres de dores e ferimentos quando nos vestirmos com as cores e as armas de Jorge.
É, eu continuo sem fé, mas acho linda a oração a São Jorge, e bem que vou tentar chegar à igreja do Campo de Santana hoje...
Porque ser brasileiro é gostar de um santinho. Com a imagem tradicional ou com a bela estampa de James Purefoy, encarnando um George politicamente correto, que não mata o dragão. Ao contrário, o protege dos que pretendem eliminá-lo ou encarcerá-lo num zoológico.

Eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge
Para que meus inimigos tenham maõs e não me toquem
Para que meus inimigos
tenham pés e não me alcacem
Para que meus inimigos
tenham olhos e não me vejao
E nem mesmo o pensamento
eles possam ter para me fazeram mal
Armas de fogo
meu corpo não alcançarão
Facas e espadas se quebrem
sem o meu corpo tocar
Cordas e corentes se arrebentem sem o meu corpo amarrar
pois eu estou vestido com as roupas e as armas de jorge


4 comentários:

QuincasB disse...

saravá, ogum guerreiro!

Jôka P. disse...

Gosto desse santo, ele é bacanérrimo !

Jôka P. disse...

Tem em DVD, Olga ?

Olga disse...

TEm no Telecine.