23.6.08

Burrocracia rides again

Uma amiga teve o carro roubado em assalto à mão armada, no Grajaú. Junto com o carro, foram os documentos, bolsa, agenda etc.
O seguro tem cláusula que prevê a cessão de um carro, em caso de acidente, roubo ou furto, por um determinado período. No entanto, como ela não tem mais o documento original de habilitação, contando, no momento, apenas com uma cópia autenticada e o registro da ocorrência policial - que são aceitos como documentação legal, enquanto não saem os novos papéis - não pôde pegar o carro da seguradora.
E nem adianta discutir com o burocrata de plantão que anotava o formulário.
A burocracia não aceita argumentos, só ordens superiores.

2 comentários:

Luciana disse...

Costumamos acreditar que contratamos um seguro com carro reserva porque precisamos de um veículo caso nos falte o nosso em caso de roubo ou furto ou seja lá o que for... Contratamos, também, porque optamos por não pedir favores para familiares e amigos que muitas vezes até querem nos socorrer mas não têm como... Anyway, cada um tem sua vida... E, como se não bastasse isso, na hora que você faz a solicitação do carro reserva, você precisa ter uma boa alma que se proponha a disponibilizar R$ 800,00 no cartão de crédito para servir de caução para a locação do veículo. E, foi isso mesmo que aconteceu comigo... Depois de conseguir que meu querido tio emprestasse o cartão de crédito para dar essa garantia... (afinal, os meus cartões de crédito e os cartões do meu marido foram roubados... Os ladrões levaram minha bolsa e tudo que tinha nela e isso inclui CNH, CPF, entre outras coisitas mais), eles (a seguradora, a locadora e todo mundo contra Luciana – porque foi exatamente assim que eu me senti) Enfim... mesmo depois de cumprir todas as exigências, eu não pude fazer uso do carro reserva porque minha CNH já não estava mais sob meus auspícios... E qual é o susto? Eles levaram minha CNH, será que eu ainda não tinha falado sobre isso? Eu fui assaltada, minha gente... Levaram tudo! Então, nessa hora de desamparo, desorientação e medo... A gente fica sem carro reserva porque está sem o documento! Isso é uma grande brincadeira? Será que é muito complicado para as instituições e órgãos responsáveis entenderem que a falta do documento não me desabilita? Será que eu acordei naquele dia sabendo dirigir, fui assaltada a noite e fui dormir sem saber guiar um veículo?

Outro detalhe... Será que a seguradora não poderia se responsabilizar pela franquia do carro reserva? Será que eles não poderiam facilitar as coisas para as pessoas?? Já que eu vou receber uma indenização, por que será que eles não poderiam descontar esses R$ 800,00 da minha indenização (até porque, a princípio, seria apenas uma garantia de franquia caso eu não tivesse a ‘sorte’ de ser vítima de outro sinistro com o carro da locadora).
Acredito que a seguradora não precisava exigir de mim – a segurada - que arrumasse alguém maior de 21 anos, com limite no cartão para então liberar o carro...
Que... Detalhe: não foi liberado por falta de CNH.
E essa história vocês já sabem. Meus caros, estou de táxi para um lado e para o outro... Vezes com carro emprestado... Vezes a pé... E tudo isso tendo que resolver mil e um pepinos!
Estou de saco muito cheio!! Será que como vítima tenho algum direito a não ser o de pagar?
Luciana Costa Barreto - a amiga da Olga de Mello que foi assaltada.

FreakShowBusiness disse...

Essa última frase é lapidar!