7.7.08

Fuxiqueira


Babado forte na libertação de Ingrid Bettancourt: ela vai se divorciar do atual marido, que teria arrumado uma amante (agora designada pelo singelo substantivo namorada, algo que começou quando ACM, o Toninho Malvadeza, revelou um caso extra-conjugal) durante o período de seu cativeiro.
Está lá na coluna do José Meirelles Passos, no Globo On.
Ah, eu não resisto a um fuxico!

3 comentários:

Jôka P. disse...

Mas o que Dona
Ingrid está pensando da vida ? Que el maridon iria ficar casto e puro durante 6 anos enquanto ela fazia deus sabe o que com aqueles guerrilheiros rudes e truculentos ?!
El maridon boniton certamente teria mil amantes, mesmo que Dona Ingrid estivesse ali, o tempo todo na aba dele, assim como fazem todos os maridos do mundo.
Além do mais Dona Ingrid desenvolveu uma aterrorizante pilosidade abundantemente excessiva depois de ter ficado 6 anos sem se depilar. Floresta tropical.

Olga disse...

A assistente dela teve um filhinho na selva, provavelmente de um de seus captores.
Agora, cá na liberdade, o marido dedicado tinha uma sogra que buzinou tudo para a filha, mal o avião tocou o solo. Tanto que Ingrid e o cônjuge sequer se olhavam na maioria das fotos. E ele ainda ficou em Bogotá, enquanto ela ia a Paris se recuperar do trauma.
Eu também quero ir a Paris me recuperar de traumas diversos...

Miguel Andrade disse...

Olga, isto lembra o argumento de Something's Got to Give...