26.10.08

Luto

1,66% ou 55,225 votos sepultaram a esperança de um Rio mais equânime, mais elegante, mais feliz.
Em que rótulos políticos não se espatifassem, enquanto a esquerda se esfacelava em apoios insólitos e a burguesia se animava em torno de um ou outro candidato.
Gabeira estava longe dessas alianças e representava, para boa parte do eleitorado, a procura por uma nova forma de administrar a cidade, conquistando a simpatia de quem gostava de considerá-lo um maconheiro meio efeminado. Acima de todas as pechas, Gabeira ganhou admiração por suas idéias e pela forma de expô-las.
O que demonstra que ainda há um espaço para a elegância no mundo.

3 comentários:

FreakShowBusiness disse...

Uma pena. Nem me fale...

Marcelo Moutinho disse...

A cidade hoje amanheceu cinza. Não à toa.

Olga disse...

Ressaca, né, Marcelo?
Beijo