14.11.09

À procura de Eric


Ando sentindo um esgotamento nos blogueiros.
Não só eu.
Mas muita gente. Jôka, Alexandre também.
Anda quente. Eu, por minha vez, só consigo trabalhar. Muito.
Mas vez por outra, compartilho algo com meus 13 leitores fiéis.
Como ver ""À procura de Eric, em que um carteiro deprimido, que cuida da família com o desespero e o desvelo de bons pais, busca apoio para as armadilhas da rotina no ex-craque Eric Cantona, um dos produtores e estrelas deste delicioso filme de Ken Loach.
As histórias de Loach sempre têm muita fala, muito carinho pelos oprimidos, muito alento para a desesperança. Este, poético e fantasioso como A Rosa Púrpura do Cairo, de Woody Allen, que também apresentava o objeto de admiração alavancando vidas pequenas, mostra também a irmandade masculina, um universo que cada vez mais o cinema explora com sensibilidade. O futebol é só um elemento catalisador para a amizade profunda de homens simples, que reverenciam ídolos sem deixar as responsabilidades de lado.
Um encanto de história, num filme de senhores para os eternos meninos que crescem com doçura no coração.
(Sim, havia pouquíssimas mulheres no cinema. O filme tem lindos gols, jogadas maravilhosas de futebol. Mas mulher alguma precisa fingir que adora o belo esporte. É só dizer que foi assistir a um filme de Ken Loach).

6 comentários:

Julio Cesar disse...

Perfeito Olga.

Entrevistei o Cantona uma vez, e apesar do histórico de rebeldia dele - uma espécie de Edmundo do futebol inglês - ele me pareceu uma figura amável

Surpreende até essa entrada dele no Cinema. Apesar disso não ser novidade, ex-jogadores virarem cineastas ou atores. Como aquele outro rebelde inglês tb, cujo nome agora me esqueci rsrs

Caco disse...

Estou cansado também.
Mas é bom vir aqui te ler. Ler suas dicas. E ler como você escreve suas dicas.
Beijodaí.
PS.: Se não tiver sido incluído na lista, sou o seu 14º leitor fiel.

paçoca disse...

Eu não estou cansada de blogs, cada vez gosto mais. Quanto ao filme assim que abrirem as bilheterias estarei lá.Obrigada por dicas sempre tão interessantes. Eu não me canso de vir aqui nem no Jôka. abçs sua vizinha Paçoca.
Parabéns para o seu filho e prencipalmente par você. Tenho duas filhas adolescentes e sei o quanto é gratificante quando eles vão passando de fases.

AOS QUARENTA A MIL disse...

Ando muito sem tempo , porém blogs como o seu, na primeira brecha que tenho estou lá visitando , faço questão !!! Grande abraço !!!

milena disse...

Eba, vou anotar! Suas dicas de filmes são sempre ótimas! E sabe de uma coisa? Achei fantástico faltar você ter ido ao cinema quando faltou energia! E depois ainda voltar para outro filme! a maior parte das pessoas deve ter ficado em casa reclamando no escuro... Ok que depois faltou na cidade toda, mas agora sei porque você faz tantas coisas. Vc sabe aproveitar seu tempo.

Um beijo.

Jôka P. disse...

Olga, acho que os blogs são mídias velhotas, desgastadas. Não despertam quase que mais nenhm interesse pra mim, mas pode ser uma crise temporária. No momento, ando preferindo comer bife de fígado com jiló a blogar e ler blogs.
Bjs!